A gripe pela qual os cães podem ser infectados também é chamada de gripe canina. Confira a seguir algumas perguntas e respostas que pode ajudar a tomar as medidas preventivas contra a gripe em cães e poder ser capaz de identificar de forma rápida os sintomas dessa doença e como saber de fato se ele está infectado pelo vírus.

O que é gripe canina?
O vírus que causa a gripe nos cães é do tipo de Influenza A (H3N8), foi identificado pela primeira vez na Flórida em 2004. Ele infecta principalmente o sistema respiratório e é extremamente contagiosa. Alguns cães podem ser expostos ao vírus e combater a infecção sem apresentar sinais clínicos.

O meu cachorro está suscetível ao vírus?
Os cães de estimação imunocomprometidos são mais propensos a contrair doenças infecciosas do que os adultos saudáveis. Em ambientes onde muitos cães passam são também zonas perigosas para várias doenças.

Caso o seu cão tenha interação direta ou exposição a secreções corporais de outros cães (nasal, oral, etc.), tenha passado por estresse durante uma atividade, viagens ou confinamento que tenha alterado os padrões normais de alimentação, eliminação das fezes e em seu sono. Isso poderá impactar de forma negativa o sistema imunológico e tornar os nossos companheiros caninos mais suscetíveis à infecção.

Como posso evitar meu cão de contrair o vírus?
A doença pode ser combatida através da vacinação que deve ser feita pelo veterinário do seu cão. Lembrando que a imunização deve ser feita em cães saudáveis para reduzir sua exposição a organismos infecciosos e garantir que o sistema imunológico do ao lute de forma adequada contra as bactérias, vírus e parasitas. Além disso, ao ter esse cuidado periódico com o seu cão você estará permitindo que o funcionamento das defesas do seu cão seja mais eficiente para remover os microorganismos.

Quais são os sintomas da gripe canina?
Entre os principais sintomas estão à tosse, espirros, perda de apetite, febre e letargia. Se o seu cão está com olhos vermelhos ou lacrimejantes e coriza pode ser visto como sintomas de uma gripe.  Na grande maioria a gripe canina ocorre devido ao contato com um cão infectado com o vírus.

Gripe canina pode se manifestar de duas formas:
Leve:
Estes cães terão uma tosse que é tipicamente úmido e pode ter secreção nasal. Ocasionalmente, será mais de uma tosse seca.

Forte: Geralmente, estes cães têm uma febre alta (acima de 39° graus) e desenvolvem os sinais muito rapidamente. A Pneumonia hemorrágica pode desenvolver rapidamente e os vírus da gripe também afetam os capilares nos pulmões, assim que o cão pode tossir sangue e ter dificuldade para respirar, se houver sangramento nos sacos aéreos. Os pacientes também podem ser infectados com a pneumonia bacteriana, o que pode complicar ainda mais a situação.

Como confiar que o cão está com gripe canina?
Além de um exame físico, o veterinário vai querer realizar uma série de exames de sangue. Os cães com gripe canina geralmente têm um aumento do número de células brancas do sangue, especificamente, os neutrófilos, que são prejudiciais para os microrganismos. Os raios X também podem ser feito nos pulmões do cão para caracterizar o tipo de pneumonia.

Outra ferramenta de diagnóstico chamado de broncoscópio pode ser usada para ver a traqueia e os brônquios maiores. As amostras de células também podem ser recolhidas através da realização de uma lavagem brônquica. Nesta amostras o resultado positivo terá grandes quantidades de neutrófilos e podem conter bactérias.

Como é o tratamento da gripe canina?
Os sintomas da forma leve de gripe canina duram em media de 10 a 30 dias e geralmente desaparecem por conta própria. Inibidores ou antibióticos para a tosse podem ser prescritos se uma infecção bacteriana secundária existir. Descanso e isolamento de outros cães é importante.

Já a forma grave precisa ser tratada de forma agressiva. Onde será feito o uso de antibióticos, fluidos e outros tratamentos de suporte geral. Hospitalização e isolamento são necessários até que o cão é curado.