Descobrir o motivo pelo qual o seu cão está com febre pode ser uma difícil tarefa. Por isso, ao levar o seu cão ao veterinário é importante, nesse momento você deve relatar o histórico médico, incluindo o contato com agentes infecciosos, história de viagens recentes, uso de medicamentos, picadas de insetos, alergias, cirurgias e outras doenças.

Um exame físico deve ser realizado para identificar a condição de doença do cão. Em seguida, devem ser realizados exames laboratoriais de rotina (neste caso seria o hemograma completo), perfil bioquímico e urinálise. Esses exames são fundamentais para colher informações valiosas para identificar o motivo pelo qual a temperatura do seu cão está elevada. Caso seja diagnosticado algum tipo de infecção, o veterinário deve também incluir a cultura e sensibilidade de ensaio para identificar o organismo causador da doença, dessa forma o tratamento ocorrerá de forma precisa. Vale salientar que nem sempre um teste mais específico pode ser necessário para identificar o organismo causador.

Outros exames podem complementar o diagnóstico, como por exemplo, a radiografia, ultrassonografia, ecocardiograma, tomografia computadorizada e a ressonância magnética podem ser empregadas para alguns pacientes. Já outros testes como a endoscopia pode ser necessária para alguns pacientes caso exista alguma suspeita de infecção ou obstrução interna.

Os estudos radiográficos também podem ajudar no curso do exame, e podem transformar-se os tumores, abscessos e / ou infecções. Técnicas mais avançadas, como a ultra-sonografia, ecocardiograma, tomografia computadorizada (TC) e ressonância magnética (MRI) podem ser empregadas para alguns pacientes. Outros testes diagnósticos, como a endoscopia, podem ser necessários em alguns pacientes se eles parecem ter uma infecção ou obstrução interna.