Apesar de pouco conhecida entre a maioria dos donos de cães, as glândulas anais precisam de atenção, principalmente para os cães de raças menores.

As glândulas anais também conhecidas como sacro ou glândulas adanal, ficam localizadas ao lado do ânus, uma em cada lado, elas produze uma liquido amarelo e purulento que servem como identificação entre os cães, então na hora da evacuação ela é liberada em pequenas doses, essa é uma das formas em que o cão se comunica com o outro, através do cheiro.

Mais em alguns casos a liberação desta secreção não é feita de uma forma correta, e leva o animal a desenvolver inflamações nesta região, as raças mais afetadas são a pequenas, e micro raças, mais não e raro observar problemas em cães de médio e grande porte.

Alguns sintomas são indícios que a glândula anal de seu cão esta inflamada, então fique atento. Os principais sintomas são:
Odor desagradável;
Inchaço na região anal;
Se o cão a tiver dificuldades na hora de defecar;
Se o cão ficar arrastando o bumbum no chão com frequência;
Se o cãozinho apresentar algum tipo de desconforto no local.

Como prevenir e tratar a inflamação na glândula anal
Prevenção:
A prevenção da infecção nas glândulas anais se da principalmente em relação à dieta do cão, então se ele tem uma alimentação rica em fibras, provavelmente não irá desenvolver algum tipo de infecção no local. Quanto mais consistente as fezes do cão, menor a probabilidade de problemas relacionados, já que elas exercem uma pressão necessária para o esvaziamento natural das glândulas.

Tratamento: Se o seu cão apresentar os sintomas da infamação das glândulas anais, o mais indicado é levar o animal ao veterinário o quanto antes, somente ele devera realizar o tratamento adequado para seu pet.

O tratamento consiste na prescrição de antiinflamatórios, antibióticos e na higienização do local, em alguns casos mais complicados a cirurgia para a retirada das glândulas é indicada.