A Inflamação do ouvido ou otite é uma situação muito comum na prática veterinária, onde cerca de 20% dos cães acabam sofrendo em algum momento de sua vida.

Dependendo da área afetada pela otite ela pode ser classificada como:
Otite externa
– É o mais comum de todos, e, neste caso, apenas o ouvido externo se torna inflamado.
Otite Média – Neste tipo de otite em cães, vai mais além do ouvido externo, onde atinge a membrana timpânica, causando desconforto e dor muito intensa ao cão.
Otite interna – É o menos comum de todos e os mais perigoso, porque o ouvido interno é muito estreito e pode facilmente ocasionar problemas graves, tais como meningite.

Causas e fatores que levam ao surgimento de Otite nos cães:
A anatomia do ouvido facilita o acúmulo de umidade, pois como é em formato de tubo que não recebe nem sol nem ar, além de, no caso de o corpo estranho como lixo ou cera, é difícil de sair por conta própria conta. Cães com orelhas de abano como Cocker, Basset Hound, etc., são os mais suscetíveis a essa doença, porque juntamente com os problemas descritos acima, tem orelhas mais fechadas que acabam permitindo o desenvolvimento da Otite.

Todos os cães em seu canal auditivo apresentam microorganismos que vivem lá normalmente, mas com o aumento da umidade nos ouvidos e temperatura corporal, o crescimento destes microorganismos é acelerado, promovendo a superpopulação que acaba causando desconforto ao cão.

Outros fatores predisponentes de otite em cães são causadas pelos seres humanos quando utilizam cotonetes ou colocá-los para tentar limpar os ouvidos, ou nos casos em que animais de estimação vão tomar banho, ou  nadar na praia, lagos ou rios e não tem os seus ouvidos protegidos com algodão.

Além de fatores predisponentes, as causas de otite em cães podem ser tão diversas como parasitas, bactérias, fungos, leveduras, problemas hormonais, alergias, corpos estranhos, crescimento excessivo de pêlos nas orelhas, etc., de modo que, para descobrir a causa levar o seu cão ao veterinário para uma avaliação minuciosa será sempre a melhor opção.

Sinais de que o seu cão está com Otite:
Os sinais mais comuns de otite em cães são – desconforto no ouvido, mal cheiro, produção abundante de cera, em casos graves, eles podem ser vistos cães com problemas de equilíbrio com o cabeça inclinada, ou andando em círculos.

Sendo que o sinal mais comum da Otite em cães é quando durante a consulta o cão apresenta orelhas com mal cheiro.

Como diagnosticar a Otite em cães:
O diagnóstico de otite em cães deve ser feito por um veterinário através da história clínica, uma inspeção externa, além de uma verificação completa com o otoscópio, com o qual o canal auditivo e membrana timpânica é avaliado para determinar o tratamento. Em muitos casos, as avaliações adicionais devem ser usadas com cera de culturas, exames de sangue, raios-x e avaliações de profundidade com pacientes sob anestesia.

Tratamento da Otite em cães:
O tratamento da otite em cães que variam de remédios em gotas diretamente nos ouvidos, lavagem da orelha com soluções estéreis, sob anestesia, medicamentos tomados por via oral ou todos os acima, também são úteis.

Como prevenir otites em cães:
A prevenção da otite precisa de cuidados simples, como colocar algodão nos ouvidos quando os cães forem tomar banho, limpar o ouvido com um pano úmido. Se o problema persista marque uma visita o veterinário para descartar outros problemas, como alergias, problemas hormonais, que são comumente expressas com a otite.