Alguma vez você trocou o seu animal de estimação ou de um membro da família pelo nome do outro? Provavelmente você deve ter feito sem ao menos sentir. Pois bem, isso é bastante normal e comum e não é um sinal que sua memória anda ruim. Foi o que relatou no estudo promovido pela Universidade de Duke.

Dos 1700 voluntários na pesquisa, foi possível constatar que a maioria das pessoas acaba confundindo os nomes dos seus entes queridos, independentemente da aparência física. Isso inclui os cães e todos os familiares, como também os amigos.

De acordo com os neurocientistas o cérebro pensa que seu cão se parece com seu irmão, pai, marido…

Isso ocorre devido a um erro cognitivo que fazemos o que revela algo sobre quem nós consideramos do nosso grupo. E isso não é aleatório, ta tudo no subconsciente. Por esse motivo você acaba confundindo e trocando os nomes ao chamá-los.