Com o rabo abanando e língua pendura em sua boca, os cães geralmente parecem ter uma disposição isolada, mas um estudo recente concluiu que o melhor amigo do homem pode realmente ser um pessimista.

Pesquisadores da Universidade de Sydney ensinou os cães a associar dois sons diferentes um com a recompensa preferida de leite ou um simples com um copo de água.

Então, os cães foram apresentados a tons ambíguas, na qual eles não tinha sido ensinados a associar com aquela ação, para saber qual seria a reação.

Os cães que responderam aos tons ambíguos demonstrando que o som esperado era para ganhar uma recompensa, ele seriam cães otimista.

“Dos cães testados foi possível observar mais cães otimistas do que pessimistas, mas é muito cedo para dizer se isso é realmente verdade para a população geral de cães” afirmou a Dra. Melissa Starling, que conduziu o estudo como parte de sua pesquisa para o seu doutorado.

De acordo com Starling, os cães com personalidade otimista são mais propenso a assumir riscos na esperança de receber recompensas, por isso esses cães tende a correr mais riscos no futuro.

Já os cães pessimistas, por outro lado, são mais cautelosos e menos propensos em assumir riscos. Quando estes cães assumem algum risco, não receber uma resposta gratificante será mais desanimador.

“Os cachorros pessimistas pareciam estar muito mais estressados ao não de uma tarefa do que os cães otimistas”, afirma Starling. “Eles iriam lamentar e evitar repetir a tarefa, enquanto os cachorros otimistas parece não se incomodar e continuar”

Mas o fato de identificar um cão pessimista não significa que ele é um cachorro infeliz. Ele é simplesmente satisfeito com o seu status e que apenas precisará de um incentivo a mais para experimentar novas coisas.